Glossário

  1. A
  2. B
  3. C
  4. D
  5. E
  6. F
  7. G
  8. H
  9. I
  10. J
  11. K
  12. L
  13. M
  14. N
  15. O
  16. P
  17. Q
  18. R
  19. S
  20. T
  21. U
  22. V
  23. W
  24. X
  25. Y
  26. Z


Legging

 

leggingCalça justa de malha. Desde a Idade Média, as leggings são empregadas como proteção contra o frio, sendo usadas por crianças e jovens desde o século 19. Até os anos 60, eram associadas às práticas esportivas. Foram adotadas por vários movimentos da moda, como o futurismo, mas foi mesmo a partir da década de 80, com a disseminação do visual esportivo nas ruas, que as leggings surgiram como peça de moda.

Linha A

 

Linha A

Abre-se a partir do busto ou da cintura para formar os dois lados de um A triangular. Essa forma de vestido e saia surgiu nos anos 50 e foi popularizada nos anos 60, principalmente pelo movimento futurista da moda, liderado por designers como André Courréges e Paco Rabanne. No futurismo, vinha mais rígida e minimalista.

Linha corola

 

linha corollaLançada em 1947 por Christian Dior, a linha corola  tinha saias godês que se abriam como flores a partir de corpetes justos e cinturas bem finas. Ao ver a coleção, Carmel Snow, icônica editora da revista Harper´s Bazaar, exclamou: “This is a new look”. Foi assim que nasceu o nem look, uma resposta à moda contida do período de guerra. Para fazer uma única saia, Dior usava de 13 a 22 metros de tecido. As saias ainda eram forradas com tule para ficar ainda mais armadas. Os corpetes dos vestidos eram bem justos, para realçar o busto e acentuar a cintura.

 

Linha H

Linha HForma básica da coleção lançada por Dior em 1954, com modelos que erguiam o busto ao máximo e baixavam a cintura até os quadris, criando a barra que atravessa a letra H.

Linha Império

 

Linha Império

Chegou à Europa durante o primeiro império napoleônico (1804-1914) e foi uma continuação do estilo diretório usado pela imperatriz Josefina . Destacava-se por retirar o corselete e pela correspondente naturalidade e simplicidade: túnicas retas e soltas com um decote muito feminino, franzido sob o busto. Na época, também foi chamado de recamier.