Achados da Fenim
24 de Janeiro de 2014 . Por Fernanda Cassel

A Feira Nacional da Indústria da Moda (Fenim), que se encerrou nesta sexta-feira, em Gramado, é um exemplo de como as cobiçadas tendências das passarelas internacionais são traduzidas cada vez mais rápido pela moda nacional. Voltada a lojistas do Brasil e - por que não?! - do mundo, a feira traz muitas novidades da temporada em questão, neste caso, o inverno 2014, que podem vir na forma de um tecido único, manequins diferenciados ou peças novas para os estoques. Como as coleções exibidas eram para o frio, já era de se esperar uma invasão de tricôs e couros, mas, entre os 600 expositores (sim, tudo isso) desta 18ª edição, também se pode encontrar achados dos melhores. E a gente foi a procura exatamente deles.

Fotos Mais Um - FENIM 2014

A marca paulista Mais Um tinha uma vasta coleção, explorando tendências diferentes, com rendas, couros, calças flare, meio boho, meio rocker… Enfim, era um potpourri de inverno! Mas os blusões de malha bem macia, os incensados jumpers, chamaram a atenção, com a modelagem grandalhona, daquelas que deixa a produção relax (e olha a estampa “missônica”, não é fofa?). Outra peça que rolou uma vontade foi o blusão preto com bordados em dourado, bem luxo!

Fotos Viviane Furrier, Skin Jeans e Fio Sul.

A estampa do vestido da Viviane Furrier recebeu o nome de águia: são asas em tons metalizados e, se olhar de pertinho, se percebe uma textura de escamas nas penas. O tecido é leve, e a modelagem é daquelas que valoriza todos os corpos, reta e sequinha. Agora algo que eu nunca tinha visto me surpreendeu na Fenim… aquela jaqueta jeans perfecto da foto aí de cima…. E se eu falar que ela não é jeans, mas,  sim, couro? A peça, da marca cearense SkinJeans, tem a textura e o estilo do jeans, com conforto e caimento de um couro de carneiro bem maleável. O stand possuía várias peças nesse material, como saias, macacões e tops, porém essa jaqueta era o que tinha de mais bacana. Falando em textura, uma que estava por tudo na Fenim era uma aplicação metalizada por cima dos tricôs, como no blusão acima da Fio Sul. O efeito não é uma grande novidade, porém, não deixa de ser um detalhe muito bacana para uma produção mais básica.

Fotos Daniela Tombini e Lua Luá

Um dos pavilhões da feira era dedicado às lingeries, mas como usar peças íntimas, vide camisolas, em produções do dia-a-dia promete pegar fogo na próxima estação, eu já apurei o olhar para peças que não se limitassem ao quarto. A catarinense Daniela Tombini (marca que participou do SCMC, que já falamos aqui no blog) tinha na coleção uma camisola animal print que imaginei com uma meia calça bem fechada, um sapato pesado e um casacão! Uma blusa com estampa de correntes, de cetim com stretch, da mesma marca, era parte de um conjuntinho de pijamas, porém podia muito bem ser uma blusa de festa. Uma marca que estava bem antenada nessa onda das peças íntimas inseridas no cotidiano era a Lua Luá, que, inclusive, estava lançando uma linha com elementos de lingerie e pijamas (como as estampas e materiais), mas com o intuito de serem utilizadas como peças de roupas normais, como a blusa acima.

Foto Mel Ramalho

E por fim, um stand que deu show em termos de tendências para o inverno 2014 foi o da marca Kissaman by Mel Ramalho. Os moletons (já viram que esse inverno vai ser deles, né?) apareceram com bordados, aplicações em lantejoulas e couro, modelagem oversized… E a peça que não saiu da minha cabeça após a feira foi a jaqueta bomber da marca, de estampa floral e fundo escuro, com os punhos, gola e barra em um tecido tipo couro. Pouco linda? Adorei, adoramos.

Comentários

  1. don comentou:

    Julho 31, 2014 às 1:31(#)

    complications@paganini.hormones” rel=”nofollow”>.…

    hello!!…

Deixe um comentário