Chica Bolacha, quando a democracia vira estilo
30 de Março de 2017 . Por DiallaDorneles

Chica Bolacha/Divulgação

Chica Bolacha é uma das mais carismáticas marcas gaúchas. Isso porque ela foca no bem-estar acima de qualquer regra de estética ou padrão de moda. É claro que existem formas, modelagens e estampas que mudam a silhueta, mas o foco da Chica é outro: ninguém precisa se limitar quando se trata de estilo. E digo isso porque a loja é all sizes, com roupas do 38 ao 60. Muitas vezes, a mesmíssima peça pode ser encontrada em todos esses tamanhos, sem qualquer preocupação se ela vestiria bem ou não uma mulher mais curvy ou uma mais skinny. O que a label busca é uma modelagem democrática e que vista todos os tipos de corpos.

Chica Bolacha/Divulgação

O mais legal disso tudo, no entanto, é a identidade própria. Misturinha fina do estilo vintage, romântico, pin-up, rock and roll, com estampas personalizadas. A Chica não é para as mais básicas, mas para quem quer se expressar e ousar. Mais do que vestir todos os tamanhos, é estilo para todos os tamanhos. Camisetas de bandas, personalidades e personagens, com design e detalhes diferenciados, são peças que nunca faltam nas coleções da Chica. Além de vestidos e saias coloridas com shapes versáteis e que buscam valorizar pontos em comum em diferentes silhuetas.

E a Chica mantém esse climão de sejam todos bem-vindos a partir da loja aqui de Porto Alegre, único ponto físico da Chica, já que o acesso propagado é mesmo pelo e-commerce. Logo quando se entra no espaço, já dá pra sentir o clima. O atendimento é diferenciado, inclusive a loja é pet friendly - ai, que amor. No que diz respeito aos consultores que atendem por lá, a regra é romper tabus. É comum encontrar muitos piercings, tatuagens e cabelos coloridos. Lá, além de todos os tipos físicos, gêneros e orientações sexuais, uma coisa é garantida: muita simpatia.

Chica Bolacha/Divulgação

Na loja física, parte da loja é dedicada à confecção própria e outra é dedicada a grifes escolhidas a dedo, com roupas que refletem a personalidade forte da Chica. A loja também apoia o mercado local, vendendo peças de artistas ou convidando ilustradores gaúchos para participar de algumas coleções, e valoriza a mão de obra local, com empresas e materiais 100% brasileiros.

Quer saber quando tudo começou? A Chica nasceu em 2000 quando Thayná Candido e sua mãe, Rosangela, tiveram a ideia de oferecer roupas descoladas, atuais e alegres ao público plus size - coisa rara na época e, infelizmente, até hoje. O sucesso foi tão grande, entre todas, que as gurias tiveram que fazer as modelagens menores para atender ao desejo das não-plus. Não é ótimo? Sim. Todas iguais e cheias de estilo.

Related Posts:

  • Nenhum post relacionado

Deixe um comentário