Rendeiras: rede de apoio de mulheres para mulheres
28 de Junho de 2017 . Por aspatricias

Feminist Movement/Reprodução

Já ouviu falar nas Rendeiras? Não, não são as que fazem artes com as mãos, mas, sim, são elas e todo esse enlace afetivo que inspiram e dão título a um projeto muito bacana aqui de Porto Alegre feito de mulheres para mulheres. É um grupo que se inspira nesse ofício milenar para redescobrir o imaginário feminino, através de uma rede de apoio, comunicação e cursos. Segundo o lema uma rendeira nunca está sozinha, também é possível buscar ajuda através da plataforma. Seja em caso de abuso, necessidade de conselhos jurídicos ou apoio psicológico, as rendeiras oferecem canais de comunicação para suporte.

O projeto foi criado pela psicóloga Angela Figueiredo, com o objetivo de abrir um espaço para autoconhecimento, acolhimento e transformação que se traduza numa ruptura do sistema de valores que estamos inseridas, através de descobertas guiadas (leia-se: cursos, workshops e oficinas). Atualmente, o grupo é composto por mais três rendeiras, de profissões diferentes, mas objetivos em comum: a atriz Ana Maria Mainieri, a jornalista Cristina Oliveira e a publicitária Fernanda Tegoni.

Entre os cursos disponíveis de imediato, estão o Desmascarando o Gaslighting, que busca desconstruir conceitos para identificar o abuso emocional; O prazer é meu, obrigada com a temática do sexo sem tabus; e Autoestima é tudo, amiga!, visando resgatar o brilho pessoal de cada mulher. Tem mais informações no site do projeto www.rendeiras.com, onde também é possível entrar em contato. E sim: uma rendeira nunca está sozinha. Vamos!

 

 

Deixe um comentário