RS Moda reforça criatividade do mercado de moda gaúcho
14 de Julho de 2017 . Por Dialla Dornelles

RS Moda/Divulgação

Hoje o RS Moda se encerra com ar otimista e foco no fortalecimento da moda com assinatura gaúcha. Sim. Diante da realidade do mercado, onde o Rio Grande do Sul perde mais de 4 bilhões em vendas para a indústria de moda de outros estados, o evento foi uma excelente oportunidade para divulgar e mostrar que o que é produzido aqui tem qualidade. Dezenas de lojistas de pequeno e médio porte do interior visitaram os quase 50 designers, confeccionistas, marcas que mostraram suas coleções de verão 2017/2018 no RS Moda, proporcionando conexões e contatos.

Pelos corredores da feira, ainda pequena, mas que revela um grande potencial para uma primeira edição, teve muita tendência, design autoral e, o que chama a atenção, bastante foco em sustentabilidade. Ao entrar no evento, inclusive, o público se deparou com uma exposição de fotos ampliadas, tudo dentro do conceito de Alma Consciente. A gente circulou por lá e traz alguns destaques para inspirar você.

Os óculos lindos e sustentáveis da Preza

A label escolheu o RS Moda como primeira feira voltada a lojistas - até então, estavam sempre em espaços direcionados a público final. Com o DNA sustentável, o objetivo da marca na feira é se fortalecer aqui no estado, já que muitos lojistas, embora conheçam o selo, não sabe que ele é produzido totalmente no RS. A Preza faz óculos a partir da madeira, com corte a laser e acabamento manual. Durante o RS Moda, apresentou toques da nova coleção, como um modelo criado recentemente chamado Carmel. Em formato “gatinho” oversized, foi inspirado num bairro de Barcelona que dá tônus às novidades. Bem chique!

Atualmente, os óculos da Preza podem ser encontrados em várias lojas por Porto Alegre (Coletivo 828 e Pandorga, por exemplo), além de São Paulo e até Fernando de Noronha. Quem sabe depois do RS Moda, eles multipliquem os endereços, né mesmo?

Preza/Instagram

As estampas e tecidos cheios de cor da A. Mascarello

A marca estampa tecidos por metragem. Além de haver a possibilidade de o cliente escolher estampas da coleção própria, feitas a partir de uma pesquisa minuciosa de tendências, há a possibilidade para criar a própria padronagem. Ou, ainda, fazer um trabalho conjunto com o cliente, onde este vem com a ideia e os designers da Mascarello traduzem em cores e formas. Bacana, né? Paraíso para novos designers que enfrentam problemas com metragens mínimas, né?!

Isso tudo sem falar das 35 opções de bases para estampar. A gama de texturas é grande e vai desde tecidos nobres, fluídos e leves, até materiais adequados para calçados e decoração. Vale entrar em contato através do site http://www.amascarello.com.br/queromeutecido.

A leveza das formas da Carla Carlin

O que mais chama a atenção ao ver a coleção de verão é a fluidez das formas e as cores inspiradas na natureza. Ao toque, a leveza e resistência do tecido é notável. A estilista, que dá nome à marca caxiense, optou por reaproveitar resíduos de coleções passadas, e o resultado é que 30% da nova coleção foi produzida com tecidos que estavam estocados na empresa. O apelo sustentável é evidente.

A estilista também apostou em tecidos tecnológicos, como o Vitra, em casacos e capas ultra leves, impermeáveis e capazes de caber no em um bolso. Demais, né? As roupas podem ser encontradas na Concept Store, em Caxias do Sul, ou em lojas parceiras. Mais informações pelo site http://www.carlacarlin.com.br.

O beachwear sofisticado da Mareblu

A Mareblu fez o lançamento de sua coleção de verão 2018 no RS Moda, mantendo a personalidade sofisticada de biquínis, maiôs e saídas de banho. A marca tem duas linhas: a Mareblu e a Angelina. Direcionada a uma mulher mais jovem, a Angelina se inspirou em Capri, na Itália, para a próxima temporada. É interessante lembrar que a marca foi fundada há mais de 50 anos por imigrantes de lá, que juntaram seus conhecimentos em moda praia com a brasilidade daqui. O resultado são peças que imprimem elegância, mesmo na praia.

A Mareblu, por outro lado, focou a coleção na beleza da ágata. As estampas e cores remetem às formas, ondas e traços da pedra, tudo no mesmo princípio de requinte. Algumas peças, inclusive, possuem a própria pedra em detalhes que fazem toda a diferença. Adoramos. As peças podem ser encontradas no site http://mareblu.com.br.

A feminilidade das peças da Mary Lint

Texturas, babados, flores e rendas. Assim se traduz a coleção da Mary Lint. Com um viés sensual, as roupas da marca contam com vestidos de festa com acabamentos cuidadosos e olhar apurado para os detalhes. Os bordados imprimem sofisticação às peças, enquanto os recortes em linhas precisas dão o tom comercial e usável. O foco é na delicadeza, no romântico, em shapes que valorizam o corpo da mulher. Tudo bem contemporâneo. Pura elegância, adoramos!

As formas e geometrias dos acessórios da Fabiane Montemezzo

O RS Moda é a primeira feira que a label de Caxias do Sul participa. Inspirada na natureza, os acessórios são produzidos a partir de materiais como madeira e pedras brasileiras. As formas orgânicas e contemporâneas, aliás, são constantes em todas as suas peças. O design diferenciado, com formas geométricas que harmonizam entre si e resultam em adornos atuais e cheios de estilo. Para criar a cartela de cores da última coleção, a designer caxiense se inspirou nos plátanos, árvores típicas do outono-inverno gaúcho. Tudo muito lindo. Mais informações pela página do Facebook @fabimontemezzo.

Fabiane Montemezzo/Divulgação

Deixe um comentário