Coleção da Convexo aposta em street minimalista
6 de Junho de 2017 . Por aspatricias

A Convexo, marca gaúcha de calçados e acessórios em Porto Alegre, lançou modelos de um street minimalista lindos, lindos para o inverno deste ano. Além da coleção própria da label, o diferencial é que existe uma curadoria minuciosa por trás das diversas marcas que também estão disponíveis na loja.

Convexo/Reprodução

A linha própria foi produzida seguindo as tendências mundiais em calçados, em sintonia do que há de mais cool. Entre os modelos, slip-on detalhados com corte a laser, tênis delicados com laços, botinhas de canos médios e altos confortáveis - a gente amou tudo. Além disso, a marca tem produção totalmente brasileira, com fornecedores superespecializados dos dois principais pólos calçadistas do país, o de Novo Hamburgo e o de Franca, em São Paulo.

Convexo/Reprodução

A Convexo nasceu em 2006, buscando atender as expectativas de um público jovem e bem informado que usa as tendências de moda a seu favor, sem abrir mão de conforto, personalidade e estilo. Entre as marcas disponíveis na loja, estão Converse All Star, Vans, Nike, Ked’s, Melissa, Havaianas, New Balance, Crocs, Perky, mochilas Jansport, bonés New Era, entre outros. A coleção pode ser encontrada em todas as lojas físicas, nos Shoppings Iguatemi, Praia de Belas e Moinhos, e também através do e-commere convexo.com.br.

Convexo/Reprodução

 

Andreia Nunes, botas de tricô para o inverno
20 de Maio de 2014 . Por aspatricias

Foto Ingrid Schneider

Com o friozinho começando a marcar presença no sul do país, às vezes o que mais queremos é sair de casa com a sensação que ainda estamos embaixo das cobertas. Entre meias peluciadas e casacos fofinhos o que falta é uma bota que deixe os pés aquecidos, mas sem precisar sair na rua de pantufas. Esse conforto que pedimos na estação mais fria é trazido pelas botas da designer gaúcha Andreia Nunes, que se inspirou nas famosas Uggs, de origem australiana, para criar peças que unissem estilo e conveniência.

Andreia Nunes vestindo o modelo vermelho das botas

Andreia Nunes vestindo o modelo vermelho das botas

As botas contam com a mistura da camurça com o tricô, e são produzidas em Novo Hamburgo, em um processo quase todo artesanal, conferindo aquele visual mais despojado. Entre as cores disponíveis estão as clássicas preta, cinza, marrom e caramelo (que não tem erro) e outros tons que entram em looks mais divertidos, como vermelha, azul e verde, sendo a última uma exclusividade para esse ano de Copa do Mundo.

Processo de produção em Novo Hamburgo / Edição especial para a Copa do Mundo

Processo de produção em Novo Hamburgo / Edição especial para a Copa do Mundo

Existem diferentes maneiras de usar essas botas, as nossas favoritas são com o cano alto, ótimo para usar com um vestido soltinho, um casaco mais pesado e uma bolsa de franjas (que a própria marca também possui nessa coleção de inverno), criando aquele estilo folk que é sempre bem-vindo. A outra maneira é usá-la dobrada, por cima de um jeans mais ajustado, dando um pouquinho mais de peso a um visual básico.

Você encontra as peças da Andreia Nunes na loja virtual da marca.

 

Giro de tendências MFW Inverno 2014
26 de Fevereiro de 2014 . Por Fernanda Cassel

Na terceira parte do nosso report das semanas da moda, vamos para o pólo da moda italiana, ver o que Milão nos reserva para o inverno 2014. As marcas de tradição, como sempre, deram show de elegância e sensualidade, porém tivemos algumas surpresas, como o retorno triunfante de Naomi Campbell para as passarelas e os delírios de Jeremy Scott (atenção para o vestido do Bob Esponja) para a Moschino. Vem comigo!

BOTA-DESEJO

Fotos reprodução internet - Style.com

Nada de basiquinho, Milão mostrou que fashion week não é para mostrar produções que você usaria para ir na padaria, mas sim aqueles looks especiais, que se escolhe com carinho. As botas das coleções de inverno que desfilaram esse ano são um belo exemplo disso. Elas são elaboradas, com aplicações, cores fora da paleta preto-caramelo-marrom, acabamentos brilhantes… Enfim, elementos que exigem um esforço maior na hora escolher com o que combinar. Quem fez: Emilio Pucci, Gucci, Max Mara, Prada, Dolce & Gabbana e Versace.

COURO METALIZADO

Fotos reprodução internet - Style.com

A tendência dos metalizados já apareceu no verão 2014 de Milão, com uma variedade de tecidos carregando esse cintilante acabamento. No inverno é o - sempre presente - couro que ganhou o brilho dos dourados e prateados. Essa tendência pode ser adaptada para o dia a dia em jaquetas biker, saias e calças metalizadas, doses de luxo para o dia a dia. Quem fez: Aquilano.Rimondi, Just Cavalli, Max Mara, Moschino, Prada e Tod’s.

PATCHWORK DE CORES

Fotos reprodução internet - Style.com

Basicamente uma versão do color-blocking. Pedacinhos coloridos parecem costurados sobre os tecidos de casacos, vestidos, saias, entre outras peças que apresentaram essa tendência. Ótimo para acrescentar cor à produção de uma vez só, podendo usar tons mais neutros - ou escolher um do patchwork - para completar o look. Quem fez: Aquilano.Rimondi, Bottega Veneta, Dsquared, Fausto Puglisi, Just Cavalli e Missoni.

TERNINHO

Fotos reprodução internet - Style.com

Não, não é aquele terninho mais careta. O que apareceu nas passarelas de Milão foi um terno repaginado, uma releitura do formato engessado que tanto vemos (e usamos) no dia a dia de trabalho. Foi um vale-tudo dos conjuntinhos. Veludo? Pode. Modelagem desestruturada? Pode. Estampas? Deve! Quem fez: Emilio Pucci, Emporio Armani, Giorgio Armani, MSGM, Roberto Cavalli e Versace.

VERDE ESCURO

Fotos reprodução internet - Style.com

Uma tendência de cor é sempre bem-vinda. Quando a cor é uma tendência, e não o modelo da peça, facilita para quem tem mais dificuldade de adaptar looks de passarela para a vida real. Desse jeito é só jogar o verde escuro num tipo de jaqueta que lhe cai bem, numa modelagem de calça que valoriza a sua silhueta, naquele vestido básico, e por aí vai! Quem fez: Antonio Marras, Aquilano.Rimondi, Bottega Venetam Dolce & Gabbana, Fendi e No. 21.

VESTIDO-SUÉTER

Fotos reprodução internet - Style.com

Para usar vestidos no inverno, sem ficar dependendo de sobreposições que tapam a produção. Os vestidos do tipo suéter podem ser blusões maxi, que valem como uma peça mais curta (como o da Moschino), ou um vestido de mangas longas e tecido mais pesado. Para deixar as pernas de fora até nos dias mais frios (mas considere uma meia-calça, para não congelar as canelas). Quem fez: Antonio Marras, Bottega Veneta, Costume National, Fausto Puglisi, Moschino e Salvatore Ferragamo.