Marcas brasileiras em NY e Paris
20 de Fevereiro de 2014 . Por Fernanda Cassel

Durante as Fashion Weeks das grandes capitais da moda, enquanto os estilistas mostram suas coleções para a próxima temporada, acontecem feiras com o objetivo de movimentar marcas internacionais, expandindo o alcance das mesmas no mercado. Como essas feiras são um palco importantíssimo para as marcas mostrarem o seu trabalho e trocarem contatos com outros profissionais da área, a participação é de grande interesse. A ABEST (Associação Brasileira de Estilistas), com apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), está auxiliando as marcas associadas, levando-as para essas feiras, dando um merecido “empurrãozinho” na carreira das grifes.

Em Nova York a UMA leva a sua coleção, inspirada na cidade de São Paulo, para a feira Capsule. Já a feira Coterie contará com a participação da mineira Cecília Prado (que se inspirou em souvenires de viagens para criar a sua coleção de inverno 2014); da Serpui Marie, designer de bolsas e clutches; e da marca Blue Bird Shoes, que apresentará seus divertidos slippers.

UMA, Cecília Prado e Blue Bird Shoes

UMA, Cecília Prado e Blue Bird Shoes

Em Paris as designers Cecília Prado e Serpui Marie também participarão de feiras, respectivamente da Paris Sur Mode e da Première Classe (cotada como a melhor feira de acessórios do mundo). A Les Petits Jouers, marca responsável pelas inusitadas bolsas feitas com peças de Lego, também vai a Paris, fazer parte da Tranoï, que acontece no Carrousel Du Louvre.

Serpui Marie e Les Petits Jouers

Serpui Marie e Les Petits Jouers

Esse programa é uma pimenta para os negócios das marcas brasileiras no exterior, essa e outras oportunidades são realizadas pela ABEST, que além das cinco marcas que estão participando nessa edição, conta com 88 outras associadas em todo o Brasil.

Giro de tendências NYFW Inverno 2014
17 de Fevereiro de 2014 . Por Fernanda Cassel

Quando parece que terminou a última semana de moda, aparece mais uma para nos atordoar com as centenas de desfiles, esses que trazem milhares de propostas novas para serem adaptadas ao dia a dia. Esse ano, nas coleções de inverno 2014 mostradas em Nova York, maxi foi a palavra de lei, seja nos grandes casacos de pele, nos longos, nas golas… Mas também não perdeu para a palavra desestruturada, que conferia um charme autêntico a peças de alfaiataria, entre outros caprichos que costumam ser mais alinhados. Selecionamos oito tendências que se destacaram pelas passarelas nova-iorquinas, em peças que mantém a atitude conceitual da cidade grande, mas surpreendentemente usáveis e práticas. Vem comigo?

CAPAS

Fotos reprodução internet - Style.comTodo ano que passa, algum designer teima em fazer as capas “hitarem” durante o inverno. Elas acabam sendo adotadas pelas modistas, mas encontram uma certa resistência de quem prefere peças mais básicas. Em NY elas não vieram apenas em casacos, aqueles com os os braços de fora, mas também afixadas a blusas de luxo, em blazeres desestruturados (não disse? essa palavra vai aparecer muito ainda!) e - o tipo mais difícil de traduzir para fora das passarelas - as capas bem literais, que prendem no pescoço e ombros, apenas. Será que nesse inverno vamos ver mais delas? Esperamos que sim. Quem fez: Hugo Boss, Ralph Lauren, Michael Kors, Christian Siriano, Katie Gallagher e Reem Acra.

CASACO ROBE

fotos reprodução internet - Style.comUma das surpresas desse ano foram os casacos do tipo robe, desconstruídos e amarrados na cintura seja com uma faixa ou com um cinto, bem marcantes e inusitados. Lembram aqueles robes de ficar em casa, do conhecido estereotipo dos bachelors americanos (pense Hugh Hefner), só que dessa vez eles ganham a dinâmica das ruas - com materiais pesados, para aguentar o frio - e o luxo da moda, com lapelas extravagantes e detalhes em couro, renda e veludo. Quem fez: Alexandre Herchcovitch, Carolina Herrera, 3.1 Phillip Lim, Tory Burch, Altuzarra e Monique Lhuillier.

SEM LAPELA

fotos reprodução internet - Style.comAo contrário dos casacos que mencionamos acima, que apresentavam lapelas exuberantes, o outro extremo também dominou as coleções de inverno. Casacos de cortes retos, diferentes comprimentos e tecidos, uniam-se com um denominador comum: a falta de lapela. Golas arredondadas, com o fechamento frontal reto, usados, na maioria das vezes, abertos. Os casacos Bomber continuam presentes nessa edição da Fashion Week, mas será que não estamos vendo surgir o novo casaco-desejo? De olho! Quem fez: Kenneth Cole Collection, Narciso Rodriguez, Proenza Schouler, Rebecca Minkoff, Derek Lam e Lisa Perry.

FORRO COLORIDO

fotos reprodução internet - Style.comSeja de uma forma sutil, como o toque de caramelo que aparecia durante o caminhar da modelo, no interior do vestido azul marinho Carolina Herrera, ou a lapela cítrica dos casacos banhados a glitter, da marca Rodarte. Os forros de diversas peças na NYFW apresentavam uma cor bem distinta do exterior, criando um contraste proposital, quando apareciam “por acidente”. Quem fez: Altuzarra, Alexander Wang, Carolina Herrera, Rag & Bone, Rodarte e Monique Lhuillier.

GOLA ALTA

fotos reprodução internet - Style.comUma boa noticia para os friorentos, tapar o pescoço vai ser uma alternativa quentinha e antenada para o próximo inverno. As golas altas apareceram em nove de cada dez desfiles da semana de Nova York. Uma dica de styling que achamos sucesso, é usar uma básica de gola alta (ou não tão básica, como fez a marca Philosophy) com um vestidinho ou macacão por cima. Já Victoria Beckham apostou nos vestidos que já vêm com a gola comprida, para usar com meia calça, salto encorpado e sair à noite sem medo de congelar. Quem fez: Jason Wu, Opening Ceremony, Philosophy, Rodarte, Creatures of Comfort e Victoria Beckham.

LÃ FRIA

fotos reprodução internet - Style.comMaterial normalmente encontrado em ternos masculinos e peças de alfaiataria em geral, expandiu seus horizontes para outras partes da vestimenta. A lã fria é um tecido mais fino e, por ser natural, permite a respiração da pele, tornando-o perfeito para fazer vestidos, macacões e calças desestruturadas, exatamente o que foi visto nas passarelas nova-iorquinas. Peças boas para usar em sobreposições com outros materiais mais quentinhos, fazendo looks que caem muito bem no ambiente de trabalho, por exemplo. Quem fez: Alexander Wang, Donna Karan, Marc by Marc Jacobs, Hugo Boss, Ralph Lauren e 3.1 Phillip Lim.

PELO ESTAMPADO

fotos reprodução internet - Style.comUm material que causa muita polêmica e discórdia. As peles de animais estavam fortemente presentes nessa edição da NYFW, mas com um diferencial: o aspecto era bem longe do natural. Peças de cores-fantasia (vermelho, azul, rosa, roxo), degradês suaves, color blocking, estampas e mesclas de texturas, tudo menos a cor original do pelo. Uma boa notícia, pois é uma tendência que pode ser facilmente traduzida para os pelos fake, aproveitando-se do visual das passarelas de maneira consciente. Nós aprovamos! Quem fez: BCBG Max Azria, Betsey Johnson, J Mendel, Anna Sui, Marc Jacobs e Diane vonFurstenberg.

SAIA + BLUSÃO

fotos reprodução internet - Style.com

Essa última tendência é mais uma forma de styling do que um tipo de peça. A dupla blusão pesado de lã + saias fluídas (de comprimento médio e longo) foi o par imbatível da temporada. As cores eram coordenadas, sendo a cor do blusão em tom parecido ao da saia ou com elementos que se complementavam, formando um conjunto fechadinho e perfeito para ficar feminina, mesmo vestindo peças maxi. Quem fez: Marc by Marc Jacobs, Nenette Lepore, Lacoste, Vera Wang, Oscar de la Renta e Michael Kors.

Uma delícia de mix de tendências para esperar ansiosa pela estação mais fria. Agora, nossa próxima parada? Londres! Já já veremos o que a terra da Rainha nos reserva para o inverno de 2014.

Bordados Criativos com Carlos Bacchi
7 de Fevereiro de 2014 . Por aspatricias

Foto divulgação Carlos BacchiEsta é imperdível para quem mora em Porto Alegre e é fã de trabalhos manuais. Carlos Bacchi, designer conhecido por suas peças delicadamente (e intricadamente) bordadas, compartilha um pouco do seu talento no  curso Bordados Criativos, que até então era realizado somente no ateliê do designer em Caxias do Sul. Nos dias 10, 11 e 12 de fevereiro, as aulas serão sediadas no LAB Monjuá, espaço dedicado a workshops, cursos e outros eventos de moda.

Foto divulgação Nia Projektua

O curso funciona como um intensivo em bordados, trabalhando com os alunos da concepção à prática, incentivando a criatividade na aplicação das técnicas com vidrilhos, miçangas e pérolas (materiais que estão inclusos no curso). A realização do projeto é do Nia Projektua, para mais infos sobre valores e horários das aulas é só enviar um email para eles no endereço cursos@niaprojektua.com.br.