RS Moda reforça criatividade do mercado de moda gaúcho
14 de Julho de 2017 . Por Dialla Dornelles

RS Moda/Divulgação

Hoje o RS Moda se encerra com ar otimista e foco no fortalecimento da moda com assinatura gaúcha. Sim. Diante da realidade do mercado, onde o Rio Grande do Sul perde mais de 4 bilhões em vendas para a indústria de moda de outros estados, o evento foi uma excelente oportunidade para divulgar e mostrar que o que é produzido aqui tem qualidade. Dezenas de lojistas de pequeno e médio porte do interior visitaram os quase 50 designers, confeccionistas, marcas que mostraram suas coleções de verão 2017/2018 no RS Moda, proporcionando conexões e contatos.

Pelos corredores da feira, ainda pequena, mas que revela um grande potencial para uma primeira edição, teve muita tendência, design autoral e, o que chama a atenção, bastante foco em sustentabilidade. Ao entrar no evento, inclusive, o público se deparou com uma exposição de fotos ampliadas, tudo dentro do conceito de Alma Consciente. A gente circulou por lá e traz alguns destaques para inspirar você.

Os óculos lindos e sustentáveis da Preza

A label escolheu o RS Moda como primeira feira voltada a lojistas - até então, estavam sempre em espaços direcionados a público final. Com o DNA sustentável, o objetivo da marca na feira é se fortalecer aqui no estado, já que muitos lojistas, embora conheçam o selo, não sabe que ele é produzido totalmente no RS. A Preza faz óculos a partir da madeira, com corte a laser e acabamento manual. Durante o RS Moda, apresentou toques da nova coleção, como um modelo criado recentemente chamado Carmel. Em formato “gatinho” oversized, foi inspirado num bairro de Barcelona que dá tônus às novidades. Bem chique!

Atualmente, os óculos da Preza podem ser encontrados em várias lojas por Porto Alegre (Coletivo 828 e Pandorga, por exemplo), além de São Paulo e até Fernando de Noronha. Quem sabe depois do RS Moda, eles multipliquem os endereços, né mesmo?

Preza/Instagram

As estampas e tecidos cheios de cor da A. Mascarello

A marca estampa tecidos por metragem. Além de haver a possibilidade de o cliente escolher estampas da coleção própria, feitas a partir de uma pesquisa minuciosa de tendências, há a possibilidade para criar a própria padronagem. Ou, ainda, fazer um trabalho conjunto com o cliente, onde este vem com a ideia e os designers da Mascarello traduzem em cores e formas. Bacana, né? Paraíso para novos designers que enfrentam problemas com metragens mínimas, né?!

Isso tudo sem falar das 35 opções de bases para estampar. A gama de texturas é grande e vai desde tecidos nobres, fluídos e leves, até materiais adequados para calçados e decoração. Vale entrar em contato através do site http://www.amascarello.com.br/queromeutecido.

A leveza das formas da Carla Carlin

O que mais chama a atenção ao ver a coleção de verão é a fluidez das formas e as cores inspiradas na natureza. Ao toque, a leveza e resistência do tecido é notável. A estilista, que dá nome à marca caxiense, optou por reaproveitar resíduos de coleções passadas, e o resultado é que 30% da nova coleção foi produzida com tecidos que estavam estocados na empresa. O apelo sustentável é evidente.

A estilista também apostou em tecidos tecnológicos, como o Vitra, em casacos e capas ultra leves, impermeáveis e capazes de caber no em um bolso. Demais, né? As roupas podem ser encontradas na Concept Store, em Caxias do Sul, ou em lojas parceiras. Mais informações pelo site http://www.carlacarlin.com.br.

O beachwear sofisticado da Mareblu

A Mareblu fez o lançamento de sua coleção de verão 2018 no RS Moda, mantendo a personalidade sofisticada de biquínis, maiôs e saídas de banho. A marca tem duas linhas: a Mareblu e a Angelina. Direcionada a uma mulher mais jovem, a Angelina se inspirou em Capri, na Itália, para a próxima temporada. É interessante lembrar que a marca foi fundada há mais de 50 anos por imigrantes de lá, que juntaram seus conhecimentos em moda praia com a brasilidade daqui. O resultado são peças que imprimem elegância, mesmo na praia.

A Mareblu, por outro lado, focou a coleção na beleza da ágata. As estampas e cores remetem às formas, ondas e traços da pedra, tudo no mesmo princípio de requinte. Algumas peças, inclusive, possuem a própria pedra em detalhes que fazem toda a diferença. Adoramos. As peças podem ser encontradas no site http://mareblu.com.br.

A feminilidade das peças da Mary Lint

Texturas, babados, flores e rendas. Assim se traduz a coleção da Mary Lint. Com um viés sensual, as roupas da marca contam com vestidos de festa com acabamentos cuidadosos e olhar apurado para os detalhes. Os bordados imprimem sofisticação às peças, enquanto os recortes em linhas precisas dão o tom comercial e usável. O foco é na delicadeza, no romântico, em shapes que valorizam o corpo da mulher. Tudo bem contemporâneo. Pura elegância, adoramos!

As formas e geometrias dos acessórios da Fabiane Montemezzo

O RS Moda é a primeira feira que a label de Caxias do Sul participa. Inspirada na natureza, os acessórios são produzidos a partir de materiais como madeira e pedras brasileiras. As formas orgânicas e contemporâneas, aliás, são constantes em todas as suas peças. O design diferenciado, com formas geométricas que harmonizam entre si e resultam em adornos atuais e cheios de estilo. Para criar a cartela de cores da última coleção, a designer caxiense se inspirou nos plátanos, árvores típicas do outono-inverno gaúcho. Tudo muito lindo. Mais informações pela página do Facebook @fabimontemezzo.

Fabiane Montemezzo/Divulgação

Feira Modaut ganha segunda edição neste sábado
5 de Maio de 2017 . Por aspatricias

Modaut / Divulgação

Sábado vai ter evento bacana na Área 51 (Rua Lucas de Oliveira, 894), em POA. É a segunda edição da feira MODAUT, que reúne moda, comidinhas, cerveja, música e debates. Quem quiser conferir de perto, a programação rola das 14h às 21h.

Serão 26 marcas que contribuem com um novo olhar para a moda, seja nas matérias-primas, no design ou na proposta além do fast fashion. O encontro também servirá para a troca de ideias e para inspirar quem produz moda autoral, com dois painéis. Às 16h, serão apresentados os Novos Negócios da Moda, com coordenação da Pandorga. O bate-papo terá mediação de Vinícius Dambros Andrade e Gabriel Vanoni, com Laís Ribeiro e Natalia Pegoraro, da marca de vestidos de noivas O Amor é Simples, e Bruna Holderbaum e Milena Faé, da Closet Detox. As inscrições podem ser efetivadas pelo link: https://www.sympla.com.br/novos-negocios-de-moda–modaut__138876.

Às 17h, será a vez da palestra Sustainable Fashion Dynamics, mediada por Cacá Camargo, representante do Fashion Revolution, com a participação das marcas Preza e Mudha. As inscrições são realizadas pelo link: https://www.sympla.com.br/sustentable-fashion-dinamic–modaut__137057.

Para quem curte música, a banda Hello, Ms Take toca às 17h, Nacional Rivera, às 18h30mim, e Doutor Roberto, a partir das 20h. A gastronomia fica por conta do Tuca Truck, Taco Pizza e Grand Churros, regados a Cerveja Salva. Detalhe: no dia do evento, quem inserir o código “modaut” no Cabify ganha 20% de desconto na ida e volta para a ÁREA 51. Oba!

 

Confira as marcas que estarão no evento:

About Blank Clothing

Amuleto de Pano

Ana Rowe - Vista Arte

Aurora

Ayessa

Behá

Border Shoes

Carina Brendler

Coletivo 30º Sul

Draisiana

Isabela Ciamponi

Libe Store

Lucas Moraes

Mofo

Mudha

Ohko

Pandorga

Preza

Pro Me

Seeds

Speak

Sta. Spalla

Sueka

Touc

Vintax

Vking

Wonder Wear

 

#minastrend, 10 anos, dia 1
5 de Abril de 2017 . Por Patrícia Pontalti

Estou no Minas Trend depois de algumas temporadas longe (por corujice materna) deste calendário que nasceu para antecipar ainda mais os lançamentos nacionais (inclusive, tinha o rabicho “preview”) e unir ousadias de passarela à objetividade real de uma feira de moda. São 10 anos de Minas Trend e o evento se mantém fiel a essa essência, transformando em uma tribo uníssona os lojistas, os jornalistas e agora os digital influencers. Fato: todo mundo anda lado a lado por aqui, trabalhando na buena. Esta 20 edição, que celebra os 10 anos do MT, comprova isso e reforça a preocupação dos organizadores de manter a qualidade, principalmente da feira, uma das melhores do país, e dos poucos desfiles – poucos porque nem todos querem investir neste formato em um momento de se planejar melhor os investimentos, né mesmo?

Em apenas um dia do Minas Trend já resgatei minha boa memória. Um dia porque minha conexão de Minas para SP atrasou na segunda e perdi a festa/desfile de estreia, um pout pourri das marcas que participam da feira, normalmente com um styling ótimo traduzindo as principais tendências da estação. Portanto, ontem foi minha estreia nesta edição – e foi ótima. Circulei pela feira, que está linda, espaçosa, reunindo marcas que assinam roupas, acessórios, calçados de qualidade em diferentes estilos – você pode até não gostar de alguns estilos, mas é impossível negar o bom nível da marca e, por isso, pela curadoria, a feira se torna uma das melhores do país. Vou descobrindo peças, conferindo apostas e depois conto tudo melhor para vocês.

Agora quero mesmo falar dos primeiros desfiles, os primeiros a trazerem um perfume da temporada de verão 2017 – lembrem-se que o São Paulo Fashion Week veio com as apostas deste inverno. Na verdade, o desfile que abriu o Minas Trend não foi muito de verão, já que é um repeteco, mais enxuto e comercial, do que a Ellus apresentou no SPFW em março.

Ellus / Agência Fotosite

A coleção, que celebra os 45 anos da marca paulista, traz peças-chaves do streetwear da Ellus, um elo entre a transgressão do couro e a sofisticação da alfaiataria. Logo, difícil não curtir. Na passarela mineira, o show veio com peças mais leves, mas manteve os desejos da grife, como as jaquetas biker curtinhas, as calças de alfaiataria de cintura alta, os vestidos sequinhos e os acessórios pesados – benzadeus que eu quero um coturno já!

Ellus / Agência Fotosite

Na sequência, as apostas da estilista Natália Pessoa, que pela segunda vez sobe à passarela sem o nome da grife Faven. Exibindo a expertise em transformar tricô em algo singular que transita entre a rigidez da alfaiataria à fluidez de tecidos leves como a seda, Natália assina uma coleção que sem embala no power dressing, com destaque para formas ajustadas, mangas amplas, jabôs, cinturas marcadas, vestidos smoking de um ombro só e muitas calças fusos – ai, dio, os anos 80 nunca morrem. A cartela de cores traz o preto e branco apimentando por cítricos, azuis iluminados e rosas suaves, extremamente harmoniosa e suavizando na boa medida a força das formas e modelagens.

Natália Pessoa / Agência Fotosite

Natália Pessoa / Agência Fotosite

Para a marca mineira Plural o verão será de modelagens oversized, com um visual fresco e leve. Comprimentos mídis, tecidos naturais, como tramas de linho e voal de seda, estampas marcantes, mas em tons suaves, e muitos metalizados se destaquem na coleção. A marca também levou à passarela peças produzidas em impressora 3D, em uma série de modelos brancos com recortes vazados que encerram com certa rigidez o desfile fluido. Tudo bem bonito.

Plural / Agência Fotosite

Plural / Agência Fotosite

E pra encerrar o primeiro dos dois dias de desfile, a grife mineira Anne est Folle, das irmãs Renata e Ludmila Manso. Adorei o desfile, achei o melhor do primeiro dia. Reforçando a personalidade atemporal da grife, as peças mesclam diversas referências, que resultam em um visual mezzo nipônico, mezzo esportivo, totalmente contemporâneo. As prints são inspiradas por ornamentos geométricos dos anos 20 e por mosaicos e florais orientais – e a mistura delas, assim como a cartela de cores, é demais.

Anne est Folle / Agência Fotosite

As formas são amplas, confortáveis, deliciosas, com destaque para parkas, que, por vezes, até parecem quimonos, calças justinhas, amarrações, faixas e outros detalhes esportivos, como coulisses, e volumes localizados. Os sapatos, ah…., os sapatos, são de suspirar, com boots e tênis de escalada feitos de crochê (!) e slides coloridos e esfiapados. A gente torce para que Anne mantenha sua insanidade para todas as temporadas. E amanhã tem mais!

Anne est Folle / Agência Fotosite

Programa de Domingo: Feira Multipalco
11 de Novembro de 2016 . Por aspatricias

Neste domingo, acontece a primeira edição da Feira Multipalco, projeto que une dois grandes bazares tradicionais que acontecem em Porto alegre (Grand Bazaar e Brique e Brinque) numa única grande feira com atrações culturais para adultos e crianças no Espaço Multipalco do Teatro São Pedro. Idealizado pelas produtoras Iágoda Melissa, Lívia Perrone e Juliana Pandolfo, a Feira Multipalco é uma curadoria de grandes talentos da cidade, com empreendedores das áreas de moda, arte, design, brinquedos, artesanato, decoração e gastronomia. O evento incentiva que as novas marcas divulguem seus produtos ou trabalhos de um modo acessível e divertido, trocando idéias e experiências e criando novas oportunidades de negócios.

O evento acontece das 14 às 20h e ainda terão atrações culturais na concha acústica, entre elas o show do Músico Erick Endres, lançando o seu EP [IN],  a banda New Age Travellers, e uma belíssima apresentação do grupo Cuidado que Mancha, além de muitas brincadeira para animar a tarde do domingo. Entrada franca!

img_9009

Me Gusta de maio traz oficinas, música e gastronomia
13 de Maio de 2016 . Por aspatricias

me-gusta_anselmo-cunha A Me Gusta, feira ao ar livre que já faz parte da agenda cultural de Porto Alegre, repete sua 16ª edição neste domingo, 15 de maio, entre 12h e 22h. Devido a chuva que surgiu na última edição, a feira repete a dose renovando toda a programação cultural. A ideia é, como sempre, ocupar espaços públicos, integrar as pessoas com a cidade e valorizar a economia criativa, oferecendo muita arte, moda, música, gastronomia e diversão.

Serão cerca de 100 expositores distribuídos nas categorias vestuário, variedades, arte, música e alimentação. São marcas novas e independentes, artesanatos, brechós, sebos, vinis, delícias gastronômicas e mais. Uma das novidades desta edição são as práticas de yoga com a professora Baba Adi Nath e de Slackline com os atletas e instrutores Bianca Andrioli e Vitor Barcellos, além da oficina de Origami com Luana Mitto. As atrações musicais deste mês são as bandas Chama Violeta (MPB) Ministério do Groove (soul, groove, funk), a cantora Luisa Eltz e o espetáculo teatral Circologia.

Praça Garibaldi - Av. Venâncio Aires s/ nº entre a Rua José do Patrocinio e Av. Érico Veríssimo - Cidade Baixa

Domingo, dia 15 de Maio de 2016, das 12h às 22h

Entrada Franca