MuyGuappa reinventa Penny Lane
24 de Março de 2015 . Por Fernanda Cassel

Quem, ao assistir ao filme Quase Famosos, não se apaixonou pela personagem Penny Lane? Com nome de canção dos Beatles e closet invejável, a groupie interpretada por Kate Hudson deixou muitos meninos de bochechas rubras e meninas com vontade de se inspirar na audaciosa personagem, que nesta temporada ganha o olhar aguçado de uma das grifes gaúchas das mais bacanas, a MuyGuappa, assinada pela querida Bárbara Russowsky. Sim. O patchwork setentista de Penny Lane ganha versão contemporânea na MuyGuappa, repleto de peças que provocam cobiça ao primeiro olhar. A gente já suspirou pelas peles e plumas, desejos imediatos.

Foto Fernando Rezende para MuyGuappa

Editorial Inverno/15 linha premium MuyGuappa

Atemporal e versátil são os adjetivos que regem o inverno 2015 da grife. Sim, não deixa de ser uma coleção imersa nas tendências que são “quentes” para a próxima estação - leia-se: anos 70 -, mas Bárbara buscou manter-se dentro de modelagens clássicas, criando modelos funcionais, que não irão direto para o fundo do armário (ou serão passadas a diante) no inverno do ano quem vem. A linha permite diversas combinações entre as peças, algo que pode se dar à paleta essencialmente neutra de cores, pontuada pelo cinza e o marsala (a cor do ano, eleita pela Pantone). A pegada rocker chic está presente, como manda o DNA MuyGuappa, além de toques boêmios de tricôs e peles. A linha premium da marca foi fotografada em um editorial que apresenta o mood da coleção, com a modelo Nathalia Paulon vestindo visuais monocromáticos, clicados pelo fotógrafo Fernando Rezende.

Fotos divulgação Muy Guappa

Lookbook Inverno/15 MuyGuappa

Para conhecer de perto a coleção de inverno 2015 da MuyGuappa, é só dar uma passada na Maison da marca (Rua Quintino Bocaiúva, 1576, Moinhos de Vento) nesta terça-feira, onde, a partir das 18h30min, acontecerá um happy hour regado a espumante e com comes elaborados pela Roubadinhas.

<em>Penny Lane - Almost Famous</em>

Penny Lane - Almost Famous

 

Top 7 - Tendências de inverno na PFW
23 de Março de 2015 . Por Fernanda Cassel

Sempre que começam as semanas de moda a ansiedade de ver todos os desfiles bate forte, a correria se instaura e parece que não vai ter fim nunca. Bem, após alguns dias, o fim chega, e confesso que sempre que escrevo sobre as tendências de Paris, a última das cidades no calendário das fashion weeks, a vontade de fazer tudo de novo é arrebatadora. O lado bom é que logo é setembro, e o ciclo de entusiasmo>stress>saudades inicia outra vez. Bom, vamos aos destaques dos desfiles?

Fotos Style.com

Dries Van Noten fez uma coleção super cool, onde o styling das peças foi o que mais chamou a atenção, com sobreposições de saias tipo avental, amarradas por cima de calças, vestidos e macacões. A Vionnet começou o desfile fazendo jus à Madeleine Vionnet, com drapeados de seda em tonalidades doces, assim como fazia a couturier que originou a marca em 1912, depois as peças foram evoluindo para tonalidades mais fechadas e adquirindo estampas abstratas, que pareciam não pertencer ao mesmo conjunto; chegando ao final do desfile os drapeados voltam e o meu amor pela coleção também. Nicolas Ghesquière colocou nas mãos das modelos no desfile da Louis Vuitton pequeninas versões dos clássicos baús da marca, peças que logo estarão em looks do dia no Instagram de alguma$ blogueira$. Zoolander (ou melhor, Ben Stiller) desfilou para a Valentino - algo que eu esperava de uma marca de raízes mais irreverentes, como Moschino ou Gaultier; e Gwendoline Christie - que interpreta a cavaleira-musa Brienne of Tarth, na série da HBO Game of Thrones - pisou com seus incríveis 1m91cm na passarela da Vivienne Westwood. Por fim, uma gongada (não consigo resistir, me desculpem): Chanel realizou um desfile lindamente boring. A Brasserie Gabrielle foi um pensamento fofo, mas que, na verdade, acaba sendo mais bacana que as roupas em si… Muito tweed e pouco brilho no olho assistindo. Não foi dessa vez, Karl… Vamos ao top 7!

Bota over the knee

Fotos Style.com

Enquanto as botas de cano médio foram as apostas de Milão, as mais alongadas, terminando acima dos joelhos, pintaram por Paris. Veremos muita gente querendo que faça logo um friozinho, para poder usar essas belezas com vestido e casacão (sou uma dessas pessoas, admito). Quem fez: Christian Dior, Isabel Marant, Nina Ricci, Saint Laurent e Vionnet.

Calça tipo legging

Fotos Style.com

Atenção: “tipo legging” e não “legging”. Não falo das justíssimas peças as quais estamos acostumadas a amar e odiar, mas, sim, calças em couro, alfaiataria e outros materiais mais firmes, que não colam tanto nas pernas, (enfim, nas pernas das modelos…). Quem fez: Carven, Chanel, Kenzo, Mugler e Vivienne Westwood.

Monocromático multi-textura

Fotos Style.com

O nome assusta, no entanto é a maneira mais fácil de resumir essa tendência. São composições que usam uma mesma tonalidade em diversas texturas e acabamentos, como um look todo em azul: couro azul, renda azul, lã azul e vinil - adivinha? - azul. Quem fez: Dries Van Noten, Elie Saab, Givenchy, Loewe e Rick Owens.

Strappy

Fotos Style.com

O inverno não vai escapar da tendência que permeou o verão, com sutiãs cheios de alças que se cruzam sobre o peito, para usar com blusas decotadas e transparências. Além da versão original (que possui formato de “X”), outros tipos de transpassados passearam por Paris, como o apresentado pela Vionnet. Quem fez: Alexander McQueen, Balmain, Givenchy, Roland Mouret e Vionnet.

Tecido acolchoado

Fotos Style.com

São peças de aparência acolchoada, com gomos em formato de losango (matelassê) e quadrados, preenchidos de materiais que os tornam fofinhos, que em bom francês são chamados doudones. Como releituras dos conhecidos abrigos de náilon! Quem fez: Céline, Chanel, Hermés, Miu Miu e Rick Owens.

Vestido por cima de calça

Fotos Style.com

Truquezão de styling para quem quer um visual diferente no inverno, sem precisar ousar muito. Usar as duas peças em tonalidades bem similares é recomendado para quem é mais baixinha, para não encurtar a silhueta. Quem fez: Acne Studios, Dries Van Noten, Giambattista Valli, Kenzo e Loewe.

Acessórios faciais

Fotos Style.com

Poderia chamá-los de piercing, mas como a pele não é perfurada (do inglês, to pierce), prefiro dizer que são adereços para o nariz, cartilagem superior das orelhas e - para os mais ousados - bochechas, queixo e maçãs do rosto. As marcas fizeram uso desses acessórios, que tanto são relacionados a algo transgressor, mas hoje - graças a peças de pressão (ou, como imaginamos ser o caso da Givenchy, de colar) - podem ser usados até por rebeldes fóbicos de agulhas. Quem fez: Acne Studios, Balenciaga, Givenchy e Stella Mccartney.

Arezzo e suas trends apuradas
13 de Março de 2015 . Por aspatricias

Uma das nossas marcas de sapatos favoritas, a Arezzo, traz um inverno com o que sabe fazer de melhor: uma tradução afiada dos high lights da temporada, bem ao gosto das brasileiras e unindo com um irresistível toque clássico, sempre marcante nas coleções. Ah! E a já tradicional campanha com lindas celebrities nacionais agora traz a atriz Camila Pitanga, em imagens assinadas por Gui Paganini, com a sempre direção criativa de Giovanni Bianco - o cenário, inspirado na estética das casas da década de 50, com cores fortes e saturadas, está demais.

Gui Paganini/Divulgação

A Arezzo olha para a efervescente década de 60 e para o minimalismo dos anos 90, com peças trabalhadas a partir de uma cartela de cores que explora os tons de azul, vermelho, magenta, com destaque para os violáceos, além dos clássicos preto e marrom, com toque rústico. Dos anos 60, a marca aposta em novas versões do Mary-Jane, nos saltos bloco, em construções de scarpins e sapatilhas com bicos quadrados, e nas botas over the knee, além das bolsas quadradas. As cores são vibrantes e o glitter não passa despercebido.

Foto Gui Paganini/Divulgação

Os anos 70 emprestam as características mais marcantes das estéticas boho e folk. As franjas, que já estão se tornando um clássico, ganham destaque em botas cowgirl e plataformas em tons variados do marrom.

A energia do universo do rock dos anos 80 traz muitos zíperes nos detalhes de botas, bolsas e scarpins. Os novos coturnos – mais leves e modernos- também são inspirados nessa década.

Foto Gui Paganini/Divulgação

Para fechar, chegam os anos 90 com modelos em salto tratorado, uma linha inteira dedicada aos scarpins – sempre atuais -, mocassins, oxfords e os tênis esportivos bicolores e com mix de materiais. O normcore, essência desta época, nunca esteve tão atual.

Inverno Anzetutto
10 de Março de 2015 . Por Fernanda Cassel

Anzetutto lança nova coleção em coquetel com o mesmo charme com o qual é narrado o inverno 2015 da marca de calçados. Em total maioridade, com 21 anos, a Anzetutto se estabeleceu como uma marca que sabe fazer um belíssimo trabalho para a época mais fria do ano. Gaúcha, com fábrica em Novo Hamburgo, as peças realizadas para o inverno costumam seguir as tendências da temporada, mantendo as modelagens e cortes pelos quais é conhecida. Um exemplo? A bota de montaria, que é considerada um clássico da Anzetutto (e do inverno também, não é mesmo?!). Além deste modelo também estão presentes as botas com uma pegada mais rock n’roll (as biker boots) e as open boots, com recortes que deixam os pés à mostra.

Foto RPDois

Para quem é chegada no conforto, a Anzetutto apresenta um arsenal de sapatos sem salto variado, com slippers, sapatilhas e oxfords, para o dia a dia e, nas versões com aplicações e padronagens, para uma noite mais despojada. Falando nas padronagens, o inverno da marca conta com animal prints (onça e zebra) e estampas militares, além de acabamentos em camurça, metalizados e matelassê. Um aulão de tendências de inverno dentro de uma só coleção!

Top 7 - tendências de inverno na MFW
9 de Março de 2015 . Por Fernanda Cassel

Milão é uma das fashion weeks sobre a qual é uma delícia de escrever. Sempre tem muito conteúdo, as coleções são consistentemente bem elaboradas, de belíssimo gosto e pouquíssimas polêmicas. Uma semana de moda que dá gosto de assistir ano após ano, enche os olhos tanto quanto Paris, tem um pouquinho do sabor de Londres e é cosmopolita e usável como NY. Todos ganham!

Uma observação engraçada que me ocorreu assistindo aos desfiles é que Milão apresentou a fashion week das mídias sociais. Versace tem sido a mais comentada neste aspecto, pela inspiração nos emojis do Whatsapp, mas não é só Donatella que está buscando inspiração nessas plataformas. Giambattista Valli, da Giamba, criou uma coleção inspirada nas “Lolitas do Instagram”, com looks que prometem ser copiados pelos perfis de jovens moderninhas e suas legiões de seguidores. Já a última coleção de Peter Dundas para Emilio Pucci não necessariamente buscou inspiração na mídia em si, mas os looks desfilados contêm iscas perfeitas para compartilhamento no site Tumblr: signos do zodíaco, ombrés sombrios e vestidos fluídos com cara de ninfa-roqueirinha.

Foto Style.com

Overdose de fofura pela Dolce & Gabbana

Agora a coleção da Dolce & Gabbana merece um parágrafo especial. Assistir ao desfile da marca me hipnotizou de uma maneira que eu desliguei por uns minutos e esqueci o que estava fazendo. Tendências? Que tendências? Apenas fiquei vendo a delicadeza e o amor contido em cada look, vendo como uma coleção inspirada nelas, as mães, pode ser tão sensível e tão sensual ao mesmo tempo. Sim, afinal as mulheres podem ser incrivelmente sexys em qualquer idade - inclusive grávidas, como provou a bella italiana Bianca Balti. Encantador do início ao fim: as estampas de desenhos infantis, a paleta de cores doce e apimentada, os fones de ouvido (!!!)… Sem falar nos pequenos que apareceram na passarela - uma menininha em especial me fez dar um grito involuntário tão agudo que acredito que só meu cachorro tenha escutado. Enfim…terminei o desfile querendo vestir tudo - e dar um abraço bem apertado na minha mãe. Viva la Mamma!

Artista-colombiana-Adriana-Duque-acusa-Dolce-Gabbana-plagio-2

Em tempo: embora lindo, o desfile provocou uma triste polêmica relacionada à autoria. Muitas pessoas acharam que os fones cravejados que encantaram o público haviam nascido de uma parceria entre os estilistas italianos e a artista colombiana Adriana Duque, que em 2011 lançou uma série de fotografias nas quais crianças usam fones inspirados em coroas renascentistas. Sim. Eram praticamente idênticos (veja foto acima), mas não, os italianos não citaram Adriana e nem mesmo consultaram a artista sobre o projeto. Ela está estudando a possibilidade de acionar medidas jurídicas em relação à apropriação indevida e sem autorização. Vamos acompanhar. Bem….mas a gente estava mesmo falando de tendências, né?!


Basiquinha gola alta

Fotos Style.com

No inverno, a regatinha dá lugar a outro item básico: a blusa de gola alta. Na MFW ela veio lisa e em diversas tonalidades. A dica de styling da passarela é usar a peça por baixo de um vestido ou coletão. Quem fez: Aquilano.Rimondi, Fendi, Gucci, MSGM, Tod’s e Versace.

Bota cano médio

Fotos Style.com

Entre a ankle boot e a bota de cano alto está a aposta de Milão para os pés, a bota de cano médio. O modelo preto, mais básico, foi a escolha principal, mas as botinhas coloridas e até estampadas também foram vistas nos pés das modelos. Quem fez: Aquilano.Rimondi, Dolce & Gabbana, Fendi, Just Cavalli, MSGM e Roberto Cavalli.

Calça cropped

Fotos Style.com

Um pouco mais usável que as do tipo culotte, essa versão do cropped é mais comprida, aparecendo principalmente em modelagens do tipo “demi-flare”, com a barra abrindo levemente. Quem fez: Dsquared, Fendi, Just Cavalli, MSGM, Prada, Versace.

Coletão

Fotos Style.com

Já falamos dele ali nas basiquinhas de gola alta e não teve jeito, o colete alongado, com cara de casaco de frio - só que sem as mangas - adornou os looks de Milão. Dos curtinhos, parecendo um vestido de alfaiataria, ou até o amarelão da Moschino - que, vamos ser sinceras, parece um pouquinho com um saco de dormir… Quem fez: Aquilano.Rimondi, Jil Sander, Moschino, MSGM, Prada, Roberto Cavalli.

Maxicinto

Fotos Style.com

A silhueta da temporada possui a cintura em evidência, para isso os cintos graúdos, pesados e com fivelas e aplicações diversas estavam muito presentes. Quem fez: Emporio Armani, Giorgio Armani, Moschino, MSGM, Roberto Cavalli e Versace.

Minissaia

Fotos Style.com

Pode parecer estranho essa tendência vir no inverno, porém, segundo as passarelas, esse é o comprimento que promete para 2015. As marcas botaram as modelos de pernas de fora, mas recomendamos uma meia ou uma bota mais pesada para quem quiser copiar na prática (e no frio). Quem fez: Emilio Pucci, Fendi, Giamba, Just Cavalli, Missoni, MSGM.

Sobreposição colorblocking

Fotos Style.com

Peças lisas, em tonalidades bem contrastantes, usadas umas sobre as outras, formando composições que inibem a necessidade de uma estampa para deixar o visual interessante. Um jeito fácil de saber quais cores combinar é pegar as variações das complementares (azul + laranja, verde + vermelho, roxo + amarelo) e brincar com as possibilidades. Quem fez: Emporio Armani, Fausto Puglisi, Jil Sander, Moschino, MSGM e Prada.