Eduarda Brunelli lança coleção Love para Safira
1 de Agosto de 2017 . Por Patrícia Pontalti

Safira/Divulgação

Pela primeira vez, a Safira convida uma designer para assinar uma coleção autoral. E a convidada não poderia ser mais especial: Eduarda Brunelli, um dos nomes mais fortes da nova joalheria gaúcha. O resultado da parceria é a coleção Love, que será lançada nesta quarta-feira, a partir das 19h, na loja do Shopping Iguatemi Porto Alegre.

O tema da coleção, segundo a designer, é muito propício ao hoje, quando o amor é mais do que necessário. Ele é o sentimento de equilíbrio, fazendo diferença nas relações, sejam elas profissionais, familiares, afetivas. O amor pelo outro, por tudo que se faz, pela profissão, pelos filhos, pelo parceiro/a é o que há de mais precioso para tornar o mundo melhor. “O amor, o sentimento de compaixão pelo outro, a valorização do equilíbrio e do bem estar, da família e amigos. Esses sentimentos me inspiraram e deles surgiu a Love”, destaca Eduarda.

Safira/Divulgação

Para refletir o valor da coleção e marcar esta estreia especialíssima, a Safira aposta em um lançamento com foco em conteúdo em duas ações centrais voltadas a motivar o amor: vídeos de pura inspiração que retratam mulheres cheias de amor pelo que fazem e pôsteres que incentivam o fortalecimento da autoestima, em uma brincadeira com a palavra Love em primeira pessoa, love-se.

Os vídeos, veiculados nas redes sociais da Safira, têm três mulheres que contam suas histórias de amor: a designer Amanda Py (link aqui), uma das criadoras da grife upcycling PP, a churrasqueira Clarice Chwartzmann (link aqui), que transformou um hobby em profissão, e a jornalista Fernanda Pandolfi (link aqui), que tornou a paixão por viagens e pela escrita em um negócio. De forma intimista e com viés inspiracional, o trio poderoso divide deliciosas - e corajosas - formas de conduzir o amor para o que se faz, vivendo-o no dia a dia.

Já os pôsteres, que vem agregados da hashtag #safiraloveduda, será presenteado a mulheres gaúchas que são uma inspiração.  Cada um traz uma foto captada do Instagram dessas mulheres, que podem compartilhar a hashtag em suas redes sociais. Algumas dessas imagens estarão expostas no coquetel oficial de lançamento.

Safira/Divulgação

A Love, que tem no coração o elemento essencial, explora sofisticadas linhas arabescadas, de uma delicadeza ímpar. As joias, todas de ouro amarelo 18k, trazem diamantes, pérolas e safiras de diversos tons, como azul, rosa e amarelo. São três modelos de anéis, cinco de brincos, três colares e uma pulseira, marcados pela assinatura de Eduarda. Sim. Como autora de um design clean e versátil, a designer conduziu essas características para a coleção, já que algumas peças são desmontáveis, proporcionando a opção de três em um. Eduarda também propõe combinações coordenadas de modelos, cores e formas, que dão à joia um valor singular, como tradução do estilo de quem usa. Até mesmo os colares têm dois tamanhos, podendo ser usados, inclusive, juntos. “Acho muito interessante que cada pessoa pode criar as próprias combinações, tornando a joia um elemento de extrema atitude no visual contemporâneo e um espelho do estilo de quem usa”, observa a criadora.

Joalheira contemporânea Iris Eichenberg expõe na Galeria Alice Floriano
12 de Junho de 2017 . Por aspatricias

Eichenberg/Reprodução

Tem exposição nova chegando na Galeria Alice Floriano de São Paulo. Das 14h às 19h, quem passar pela Rua Wisard 397, na Vila Madalena, vai poder conferir a mostra Rizoma, que inaugura amanhã uma seleção das peças da artista alemã, Iris Eichenberg. Criadora de ornamentos não necessariamente bonitos, a joalheira, radicada nos EUA, faz adornos com seu modo de beleza único e ocasionalmente desconcertante, apresentados até o dia 5 de agosto na Galeria.

Misturando procedimentos de alta tecnologia com técnicas manuais tradicionais, algumas séries exploram a interdependência dos sentidos, desfocando os limites entre corpo e adorno. Outros usam objetos arquetípicos e formas familiares para expressar sentimentos.

Eichenberg/Reprodução

Alice Floriano criou a galeria homônima em 2015, em Porto Alegre, com o objetivo de disseminar e promover o adorno como movimento artístico e expressão cultural na capital gaúcha. Mais do que reunir joalheiros nacionais e internacionais em um lugar, o local tem a curadoria de produtos feita por Alice de forma minuciosa, prezando pelo conceito, percurso do artista e coerência aliada a excelência técnica. No final de março, foi inaugurado um novo espaço em São Paulo, onde ocorre a exposição de Iris.

Alice Floriano e BEN na Casa de Criadores
15 de Maio de 2017 . Por aspatricias

Marcelo Soubhia/FOTOSITE

A Casa Casa de Criadores celebrou seus 20 anos com uma edição comemorativa na semana passada. Com os fashionistas de olho no evento, considerado porta de entrada de novos talentos no mercado, os desfiles trouxeram diversos nomes e parcerias de peso. Um desses foi a joalheria Alice Floriano, gaúcha, que apresentou seus adornos em colaboração com a marca BEN. O estilista Leandro Benites levou à passarela 30 looks, joias contemporâneas e adornos criados especialmente para a grife, que podem ser encontrados na Galeria Alice Floriano,  na Félix da Cunha, 1.143, em Porto Alegre.

Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Alice Floriano tem uma forte ligação com o adorno e, depois de desbravar alguns caminhos, se deparou com a joalheria contemporânea. Decidiu absorvê-la como manifestação artística. É ela quem as cria e executa, utilizando técnicas rudimentares e linhas minimalistas. As peças são únicas ou em séries limitadas. Com a recente estreia da Galeria em São Paulo, na rua Wizard, 397, na Vila Madalena, as oportunidades de acesso do público à essa arte portátil ainda pouco difundida se ampliam. Atualmente, é a única galeria do país com foco exclusivo na joalheria contemporânea. Representa cerca de 40 artistas joalheiros e está constantemente selecionando novos nomes para fazer parte de seu catálogo.

Marcelo Soubhia/FOTOSITE

 

Joalheria Bergerson estreia em Porto Alegre
27 de Abril de 2017 . Por Patrícia Pontalti

Wanderlust, palavra alemã que revela uma vontade incontrolável de viajar, é o conceito que dá nome à coleção que chega hoje para a inauguração da Bergerson em Porto Alegre, no Iguatemi. Quem for visitar a loja, projetada pelo arquiteto Jayme Bernardo, confere as joias que trazem a metáfora do voo dos pássaros, nessa expressão do viajante de liberdade e leveza, traduzidas em elementos que remetem a imponentes asas e garras nas peças.

Bergerson / DivulgaçãoA Wanderlust acontece em três momentos: Swan, com design que referencia a leveza e a delicadeza das penas do cisne; Eagle, símbolo universal da força, a águia dá inspiração a peças cujos desenhos lembram as garras; e, por último, hummingbird, o beija-flor, que não para e vive livre de amarras.

Bergerson / DivulgaçãoA marca curitibana, fundada em 1964, é uma das principais joalherias do sul do país e conta com lojas em Curitiba, Londrina e Maringá e Joinville. Além de produzir joias e comercializar relógios de marca própria, a Bergerson trabalha com grifes de relógios, como a Baume & Mercier, Breitling, Calvin Klein, Cartier, Longines, Montblanc, Omega, Rolex e Victorinox Swiss Army.

A joalheria autoral da Viviê Studio
19 de Abril de 2017 . Por aspatricias

Porto Alegre é muito receptiva à joalheria autoral. Tem a galeria - e a obra - Alice Floriano, a grife de Valéria Sá, que assina peças de luxo com materiais reciclados, a escola de joalheria Criatività e muitos outras marcas de originalidade no cenário gaúcho. Um desses selos é Viviê Studio, que cria peças contemporâneas, elegantes e únicas.

Jonatan Cunha / Divulgação

Utilizando materiais como prata, pedras e pérolas, o diferencial fica por conta do design, que abusa de assimetrias e combinações que fogem do habitual. A desproporção, que à primeira vista causa uma estranheza, encontra graça ao combinar texturas e formas geométricas improváveis. Além disso, os materiais são escolhidos a dedo - pedra por pedra. O resultado são joias singulares e estilosas que têm o poder de mudar uma composição.

Vivian Cunha / Divulgação

Vivian Cunha, criadora das peças, é jornalista e trabalhou na área até se desligar do Grupo RBS, onde atuou por nove anos. Foi então que a marca, que antes era um passatempo, se tornou a atividade principal. “O hobby foi crescendo e eu percebi que estava ficando sério quando troquei o bloco de anotações de ideias de pautas da TV que carregava na bolsa por um bloco de desenho para inspirações que surgiam.” As peças podem ser encontradas no Instagram da marca (@viviestudio) e na página no Facebook.