Spirito Santo inspira-se nos clubes da luta
30 de Maio de 2017 . Por aspatricias

Spirito Santo/Divulgação

Referência em alfaiataria, a Spirito Santo lança neste inverno uma coleção diferenciada.  Chamada The Club, faz referência ao universo dos clubes de luta de boxe. A inspiração fica por conta dos figurinos e lifestyle dos personagens dos filmes da cultura pop Clube da Luta e Snatch, sucesso dos anos 90 e 2000.

As peças foram criadas em shapes esportivos, como moletons e calças de tecidos leves com elasticidade. As lavagens e efeitos manuais conferem um ar handmade. A cartela de cores transita pelo roxo, bordô, tons de azuis e marrons, além de muito preto. As apostas da estação são as malhas texturizadas e diferenciadas, com desenhos tribais e geométricos. Já os casacos e jaquetas trazem acabamentos rústicos e apontam um estilo urbano com pequenos elementos clássicos. A alfaiataria, carro chefe da grife, aposta em cores diferenciadas nos trajes, como o azul bic e paletós mais curtos.

Spirito Santo/Divulgação

Há mais de 10 anos no mercado, a Spirito Santo traduz o conceito de personalidade e classe do homem contemporâneo. Inspirada na ótica da alfaiataria com alma, a marca está crescendo. Ainda no primeiro semestre, a label prepara a abertura de uma loja em Passo Fundo, além de outras por outras partes do país. A grife vende também pelo e-commerce spiritosanto.com.br. Ah! E acaba de estrear uma loja no Fashion Outlet, em Novo Hamburgo.

Spirito Santo/Divulgação

 

Paletó
6 de Novembro de 2009 . Por aspatricias

PaletóDo francês, paletot. Nos séculos 19 e 20, a palavra paletó foi usada para designar diversas peças. No início do século 19, era uma sobrecasaca masculina, de abotoamento simples, com um recorte na altura da cintura onde se costurava a parte inferior, sendo, em versões anteriores, semelhante a um casaco de montaria. Na segunda metade do século 19, era um casaquinho feminino parcial ou completamente ajustado. No início do século 20, transformou-se em um casaco masculino com bolsos externos e comprimento até a altura dos quadris, próprio para ocasiões mais formais. Com a força do unissex, a partir dos anos 70, as mulheres apropriaram-se do modelo.