Brick de Desapegos e pré-lançamento do Coletivo 30ºSul, neste domingo
5 de Julho de 2017 . Por aspatricias

Neste domingo, tem Brick de Desapegos especial no Bar Ocidente com pré-lançamento do Coletivo 30ºSul, que une várias marcas sustentáveis e slow fashion. Entre elas, Eliana Colognese, Marichia Chia, Carina Brendler, Colorê Patchwork, Petrel, Unique Alfaiataria, Witte Clássica, Scacchi Upcycle e Liv Brasil.

Brick de Desapegos/Divulgação

O evento, que acontece das 12h às 19h, também promove um bate-papo sobre sustentabilidade com o novo coletivo e uma oficina de acessórios sustentáveis. Sara Bodowsky é uma das convidadas e vai levar roupas, livros e histórias. Já a comida fica por conta das 3 Marias doces e salgados, além de ter cerveja artesanal e música com o cantor Felipe Conrado Quadros. E, claro, 50 expositores entre desapegos, brechós e marcas autorais enchendo o local com pecinhas recheadas de histórias.

Brick de Desapegos/Divulgação

As inscrições para o bate-papo e oficina são gratuitas e podem ser feitas através do email brickdedesapegos10@gmail.com. Quem quiser mais informações pode conferir a página do evento no Facebook.

 

Preza aposta em design autoral e sustentabilidade
24 de Maio de 2017 . Por aspatricias

A Preza é uma marca gaúcha que faz mais do que apenas óculos de madeira. Sustentabilidade, exclusividade, design autoral e produção local são só alguns dos diferenciais. Elaborada com excedentes industriais, as armações são numeradas, pois cada peça é única e carrega uma história. Além disso, o shape contemporâneo somado ao conceito de consumo consciente imprime personalidade a qualquer visual.

Preza/Instagram

Os óculos têm corte a laser e acabamento manual. A produção funciona com uma lógica de reinvenção, baixo impacto ambiental, zero desperdício e valorização do artesão, com produção local, como a gente já apontou. A colagem e o tratamento da madeira são com materiais de origem vegetal e sem solventes. E a equipe de designers é formada totalmente por mulheres, que fazem um trabalho minucioso colando, serrando, alinhando e aprendendo sobre a matéria-prima, a madeira.

Preza/Instagram

A Preza nasceu da vontade dos designers Rodrigo Cury e Martina Seibel de produzir algo autêntico e relevante. O que começou com uma pequena oficina improvisada hoje é uma fábrica de óculos com personalidade, localizada em Porto Alegre. Vale dar uma olhada nos modelos pelo site da marca: preza.me. A gente já é fã.

 

OAK e Closet Detox celebram parceria em evento
12 de Maio de 2017 . Por aspatricias

Oak e Closet Detox

Amanhã tem evento bacana pra quem é adepto do consumo sustentável. O Bazar de Outono do e-commerce OAK e o Closet Detox, consultoria de estilo pessoal com foco no consumo consciente por Bruna Holderbaum e Milena Faé, celebram sua parceria online no evento que ocorre a partir das 11h, no Yami Café, na Francisco Ferrer, 478. Quem aparecer por lá vai encontrar uma curadoria de peças e acessórios escolhidas a dedo. Estarão expostos os acervos das clientes de consultoria do Closet Detox e as peças garimpadas pelo brechó, além de marcas locais. Ótimo para renovar os looks e curtir o friozinho de forma consciente.

A OAK, criada por Fernanda Cassel e Yafá Lechtman, é uma loja virtual que possui duas vertentes. De um lado, um portal para marcas autorais, que acreditam em uma moda colaborativa e na força do designer independente; do outro, um brechó online, criado para prolongar a vida de peças que merecem ser passadas adiante. A linha que costura esses dois pólos é o consumo com propósito: ou você compra de quem bota a mão na massa para criar um produto único ou dá vida nova à peças que seriam outrora esquecidas. Assim, o ciclo de produção de moda é incentivado a girar de maneira diferente: mais lenta e mais consciente - mas nunca menos encantadora.

 

Isabela Capeto, suave em cada detalhe
17 de Junho de 2016 . Por Patrícia Parenza

Rio Moda Rio

A designer carioca Isabela Capeto apresentou, no Rio Moda Rio, coleção extremamente semelhante à desfilada em SP na passarela. As diferenças estavam na cartela de cores e em algumas peças novas, como a camisola dos anos 40, que foi totalmente reciclada  e surfa nessa onda da sustentabilidade. Onda que Isabela adotou há algum tempo, já que trabalha com tecidos reutilizados.

Rio Moda Rio

Rio Moda Rio

A cenografia foi criada com o próprio acervo da estilista. Vários vestidos foram suspensos do teto da sala da desfile. E as modelos caminhavam ao redor deles. A estampa de flor é a que mais aparece em várias peças, às vezes bordada, outras pintada. Segundo Isabela, a flor é o símbolo da efemeridade, do nascimento e da morte, essa é a questão do tempo para a designer.

Rio Moda Rio

Rio Moda Rio

As criações de Isabela são de encher os olhos, vestidos extremamente femininos com saias rodadas e cintura marcada. Mistura de texturas, crochê, tule bordado, jeans bordado, jaqueta bomber e muitos babados nas barras. Destaque para o make-up com sombra e batom vermelhos. Tudo muito desejável!

Rio Moda Rio

Rio Moda Rio

Rio Moda Rio

Reuso À La Garçonne
28 de Abril de 2016 . Por Patrícia Parenza

Quarta-feira foi um dia de muitas emoções no Prédio da Bienal. Pelo menos pra mim. Cinco designers que eu amo apresentaram suas coleções: Reinaldo Loureço, Vitorino Campos, Lenny Niemeyer, Isabela Capeto e À La Garçonne, sob o comando de Ale Herchcovitch…que turma, hein?

281585_597654_alga_lb_n41_001_web_

Vamos começar com a À La Garçonne, que é uma loja vintage de São Paulo com curadoria de Fábio Souza, marido de Alexandre. Com o fim do contrato de Ale com a Inbrands, o estilista decidiu se unir ao marido para criar uma linha de roupas que será vendida na própria loja. O conceito aqui é sustentabilidade, reuso, vintage, conforto. E para dar a partida ao novo projeto, Ale está confeccionando em um ateliê que montou na própria casa com uma pequena equipe para ajudar. É tudo feito entre eles.

281585_597658_alga_lb_n41_005_web_

Os modelos utilizam materiais de origens variadas: de tecidos vintage a novos e 100% reciclados, mas também não reciclados, além de peças antigas reformadas ou descosturadas e totalmente refeitas. É uma marca livre, inclusive no tipo de fabricação. Na passarela, teve roupas novas utilizando tecidos vintage, estoques antigos de tecelagens e malharias. Roupas novas utilizando tecidos novos 100% reciclados. Roupas novas utilizando tecidos não-reciclados. Roupas novas utilizando partes de roupas antigas, combinadas ou não com tecidos novos. Roupas novas utilizando tecidos descosturados de peças vintage e roupas vintage reformadas. Ufa!

281585_597662_alga_lb_n41_009_web_

281585_597664_alga_lb_n41_011_web_

E com toda essa mistura, a coleção foi extremamente coerente e super fresh, mas, é claro, com a cara do Ale. Ele é um dos poucos designers que consegue imprimir seu estilo em absolutamente tudo o que faz. E esse novo projeto é mais uma prova disso. Sucesso absoluto e totalmente conectado às necessidades do hoje.

281585_597665_alga_lb_n41_012_web_

281585_597678_alga_lb_n41_025_web_

281585_597686_alga_lb_n41_033_web_